O pó de rocha é uma variedade de insumo utilizado na adubação, essa técnica é conhecida como rochagem, é feito a partir de minerais. De uma forma geral, o pó de rocha é o um produto resultado da trituração de rochas, em diferentes granulometrias que são aplicadas no solo, mas, é importante ressaltar que não é qualquer mineral ou rocha que podem ser utilizados para esse método.

Para obter um pó de rocha específico para a agricultura é necessário que as matérias primas possuam requisitos mínimos de eficiência nutricional, para que sejam aproveitadas na rochagem, então é necessário que o resultado do pó de rocha auxilie na reposição de nutrientes do solo. É importante lembrar que os fertilizantes que são utilizados na agricultura utilizam na sua matéria prima rochas, a diferença é que é realizado um tratamento com substâncias químicas que auxiliam na concentração e solubilidade dos nutrientes.

Os principais benefícios da aplicação de pó de rocha são:

  • Beneficia a qualidade física e química do solo;
  • Aumenta a CTC do solo;
  • Aumenta o pH do solo;
  • Melhora a disponibilidade de nutrientes;
  • Estimula a atividade dos microrganismos do solo e das raízes;
  • Reduz a perda de nutrientes;
  • Menor custo.

É recomendável que a aplicação de pó de rocha seja feita, em média, 40 dias antes do plantio, para que o insumo atinja todos os seus potenciais para as plantas. Entre os principais rendimentos com a utilização estão um bom desempenho das raízes em tamanho e volume, e desenvolvimento de raízes secundárias. Além disso, foi notada uma maior resistência a pragas e doenças por causa de um alto teor de silício do pó de rocha.

O pó de rocha, contribui para a disponibilização dos nutrientes de maneira gradual, ele é uma importante fonte de micronutrientes. Diversos fertilizantes que possuem pó de rocha na sua composição, contém nutrientes como o boro, o magnésio, o manganês, o cobre, o zinco, entre outros. Esses nutrientes, os micronutrientes, mencionados são exigidos pelas plantas em menores quantidades, já os macronutrientes, como nitrogênio, fósforo e potássio são exigidos em maiores quantidades.

A deficiência de micronutrientes é um dos fatores que podem limitar a produtividade da cultura. Em muitos casos, sem a identificação correta da disponibilidade dos nutrientes para a aplicação de micronutrientes, o produtor acaba aplicando apenas os macros, o que diminui ainda mais a disponibilidade dos micronutrientes.

Como o excesso de macronutrientes no solo afeta a disponibilidade de micronutrientes, a rochagem é uma técnica importante para auxiliar a corrigir problemas de nutrição como esse na lavoura, pois fornece micronutrientes contribui com o equilíbrio os níveis de macronutrientes, estabelecendo assim um equilíbrio nutricional para as plantas, que é o manejo mais adequado.

Fonte: Verde.ag  Agrolink

Leave a Reply