Entender o aumento exponencial da utilização da água e dos nutrientes do solo em função da profundidade é essencial para os manejos visando a melhoria do perfil do solo.

Perfil do Solo

Assunto bastante presente nas discussões agronômicas, o Perfil do Solo aparece como uma solução para o aumento de produtividade e estabilidade de produção ao longo dos anos, ficando o agricultor menos suscetível aos problemas de intempéries climáticas tais como seca, por exemplo.

No entanto, muitos agricultores entendem que o investimento para melhoria do perfil do solo é muito alto, e ficam em dúvida se devem ou não realizar o manejo.

As perguntas cruciais são: qual o benefício esperado? Terei retorno sobre o investimento? Em quanto tempo?

Em função das peculiaridades do manejo em cada propriedade, de cada solo, de cada cultura, torna a missão de responder essas questões de maneira genérica praticamente impossível. Por isso, trazemos aqui os fundamentos teóricos e as potencialidades de ganhos para que cada um possa fazer sua própria análise de retorno econômico.

Perfil do solo em 3D: uma progressão geométrica com ganhos exponenciais

Fundamentos teóricos de perfil do solo

Perfil do solo uma progressão geométrica com ganhos exponenciais
Perfil do solo uma progressão geométrica com ganhos exponenciais

Como explicar incrementos da ordem de 400 a 1500 kg ha-1 de produtividade obtidos em soja “(…) podendo chegar em safras específicas, sob condições de intenso déficit hídrico, a mais de 3000 kg ha-1 ” (Circula Técnia 1 – CESB). Em termos médios estamos falando em mais do que o dobro do lucro líquido do agricultor. Qual a mágica nesta história? A mágica está na lógica matemática deste processo.

Nossas mentes, intuitivamente, tendem a raciocinar em termos de progressão linear e, por outro lado, tem uma dificuldade enorme de visualizar os crescimentos exponenciais. No momento em que este artigo é escrito, o mundo se surpreende com os casos crescentes de pessoas infectadas com o novo coronavírus (covid-19) que saltaram de 17 mil no início de fevereiro de 2020, para 80 mil após 20 dias. Nossa intuição tende a nos fazer imaginar que após mais 20 dias os casos estariam em torno de 160 mil, no entanto, o crescimento do número de casos é exponencial, nos revelando o número alarmante que foi o de 335 mil casos.

grafico de casos do corona virus em todo o mundo

A “mágica” matemática do crescimento exponencial é muito bem ilustrada pela lenda do inventor de xadrez, onde nela narra-se a história do homem que enganou o rei com um pedido aparentemente simples, mas, que devido a matemática do aumento exponencial, se tornou uma dívida impagável.

imagem de um tabuleiro de xadrez com grãos de arroz em cima

Sabemos que o solo é a fonte de água e nutrientes para as plantas, elementos essenciais para o seu desenvolvimento. A captura destes elementos é feita pela sucção de uma “sopa” nutricional através das raízes. Para cada centímetro a mais que as raízes exploram em profundidade, aumenta-se a quantidade de água e nutrientes absorvida de maneira exponencial. Para entendermos isso precisamos imaginar o que acontece de forma tridimensional, as raízes vão se desenvolvendo e se ramificando para todos os lados. Isso significa que para cada centímetro a mais explorado, surgem milhares de ramificações das quais surgem outros milhares, e assim sucessivamente.

O aumento exponencial na absorção de água e nutrientes pode levar ao aumento exponencial de produtividade.

mapa de aumento de produtividade

O que impede o desenvolvimento radicular?

Fundamentos teóricos de perfil do solo

capacidade de penetração das raízes no solo
capacidade de penetração das raízes no solo

Impedimentos Físicos

A capacidade de penetração das raízes no solo está diretamente relacionada com a sua compactação. Quanto mais compactado, maior a dificuldade das raízes se desenvolverem. Para medirmos a compactação de um solo é utilizado o penetrômetro com uma metodologia específica de amostragem. Um bom índice de referência é que o solo apresente valores abaixo de 1,5 MPa em capacidade de campo. Caso os valores ultrapassem este número, se faz necessário um manejo de descompactação que deve incluir o rompimento da camada de compactação com implemento agrícola e o uso de plantas de cobertura para estruturação do solo. Consultar um engenheiro agrônomo é essencial para que o processo seja bem sucedido.

A avaliação do desenvolvimento das raízes com a cultura já instalada no campo também é uma forma de observar se há alguma camada de impedimento.

A figura a seguir é o resultado da distribuição das raízes da soja até 0,30 m de profundidade do solo, em decorrência de zero (PT0), duas (PT2), quatro (PT4) e oito (PT8) passadas de trator.

o resultado da distribuição das raízes da soja até 0,30 m de profundidade do solo

Impedimentos químicos

Em geral as camadas superficiais de solo apresentam maior fertilidade química. Isso porque é a faixa onde há maior acúmulo de matéria orgânica, de fertilizantes e corretivos. Forma-se então um ambiente favorável quimicamente, enquanto nas camadas mais profundas o pH, os teores de Ca, Fósforo e Alumínios, entre outros nutrientes, são inadequados para um bom desenvolvimento dos sistemas radiculares das plantas. As raízes precisam encontrar um ambiente quimicamente favorável para o seu bom desenvolvimento, o que de forma geral não é encontrado abaixo dos 40 cm de profundidade. Ainda são poucos os estudos que tentam apontar quais são os valores de referência para a fertilidade química de sub-superfície. Alguns, feitos em lavouras de alta produtividade de soja, indicaram como referência, teores da Ca acima de 8 mmol dm³, saturação de base acima de 30%, alumínio próximo de zero, boro em teores entre 0,6 e 1 mg dm³ em faixas de profundidade variando entre 40 e 100cm (CESB 2016).

Abaixo temos dois tratamentos com brachiária híbrida. O da esquerda recebeu corretivo em todo o perfil e o do lado direito apenas em superfície. Notamos que o sistema radicular teve um desenvolvimento muito mais rigoroso no tratamento do lado esquerdo, devido ao melhor condicionamento químico deste solo, com maior quantidade de Ca e menor de Al tóxico.

Na imagem temos dois tratamentos com brachiária híbrida

Segundo o professor e consultor Antonio Luiz Fancelli, além dos pontos citados acima, são constatações importantes do banco de dados do CESB a saturação de Ca acima de 20% da CTC efetiva e pH em CaCl2 superior a 5.

Outras medidas para estimular o desenvolvimento das raízes

Fundamentos teóricos de perfil do solo

exploração dos solos pelas raízes com o uso biorreguladores ou bioestimulantes
exploração dos solos pelas raízes com o uso biorreguladores ou bioestimulantes

Outra estratégia para aumentarmos a exploração dos solos pelas raízes é o uso biorreguladores ou bioestimulantes que podem ser aplicados no tratamento das sementes ou nas folhas. Estes produtos contêm hormônios, ácidos húmicos e fúlvicos, proteínas hidrolisadas e extratos de algas que, de uma forma ou de outra, modulam o crescimento das raízes.

A foto a seguir apresenta plantas de melão com 20 dias de idade tratados com doses crescentes de um bioestimulante baseado em um biopolímero.

imagem apresenta plantas de melão com 20 dias de idade tratados com doses crescentes de um bioestimulante baseado em um biopolímero.

O plantio de coberturas vegetais com sistema radicular agressivo, também melhoram o perfil de solo por promoverem uma melhor estruturação dos agregados, e por contribuírem positivamente na ciclagem de nutrientes ao longo do perfil.

Em geral, medidas que promovam o aumento da biologia do solo ao longo do perfil também contribuem para um maior e melhor sistema radicular.

Confira 5 passos para interpretar corretamente uma análise de solo

E aí? Gostou do artigo? Tem outros temas que gostaria que fossem abordados? Deixe seus comentários.

Na Solum somos especialistas em análises agronômicas

Fale agora mesmo com nossos consultores.

Consultoria on-line

Leave a Reply