Fertilidade do solo consiste na capacidade do solo em suprir os nutrientes essenciais para o desenvolvimento das plantas. A fertilidade do solo é um dos principais fatores que interferem na produtividade, um solo férti é um solo produtivo, então ele contém os nutrientes essenciais, dentre eles estão os macronutrientes.

Os macronutrientes são nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K), cálcio (Ca), magnésio (Mg) e enxofre (S), que são essenciais e absorvidos em grande quantidade pelas plantas. Cada elemento tem uma função específica e essencial ao metabolismo da planta, sendo elas:

Nitrogênio (N):

Ele é responsável pelo crescimento e desenvolvimento de raízes, caules e folhas;

Fósforo (P):

Tem como principal função o desenvolvimento radicular da planta;

Potássio (K):

Contribui na formação de tubérculos e rizomas, além de fortalecer os tecidos vegetais o que aumenta a resistência a seca;

Cálcio (Ca):

Contribui com a estabilidade estrutural e fisiológica dos tecidos das plantas, entre outras funções no metabolismo;

Magnésio (Mg):

Além de participar na ativação de várias enzimas e outras reações, ele também é um componente do pigmento de clorofila.

Enxofre (S):

É um nutriente bastante relevante para o metabolismo da planta, tem como papel fundamental a produção de proteínas, que é um fator importante para o enchimento dos grãos, por exemplo.

Para a identificação da quantidade desses nutrientes presentes no solo e a disponibilidade deles para as plantas, é necessário a realização de uma análise de solo completa. Pois a análise de solos é o método mais eficaz que permite conhecer a capacidade de um determinado solo suprir os nutrientes para as plantas. É a forma mais simples, econômica e eficiente de diagnóstico de fertilidade das terras e constitui como base importante para a recomendação de quantidades adequadas de corretivos e fertilizantes, visando aumentar a produtividade das culturas e, como consequência, a produção e a lucratividade das lavouras.

Além disso, caso ocorra a necessidade de realizar a determinação das concentrações de nutrientes nas plantas é recomendável a realização de uma análise foliar. As principais reações metabólicas e as alterações fisiológicas que demonstram os possíveis problemas nutricionais das plantas ocorrem geralmente nas folhas, com a análise foliar é possível identificar e interpretar diversos fatores que impedem a produtividade, de maneira geral a análise foliar é a identificação das concentrações de nutrientes em tecido de amostras de folhas coletadas em determinada fase do crescimento da cultura.

Portanto, a análise química e física de solo associada a uma análise foliar, são fundamentais para identificar quais nutrientes estão em falta ou até mesmo em excesso, de maneira a fornecer ao solo o máximo de fertilidade com o intuito de alcançar a alta produtividade. Com base nessa necessidade, a Solum oferece serviços de análise completa de solo e análise foliar. Ambas possuem as certificações necessárias, além de segurança e confiança dos resultados.

 

 

Fontes

https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/38088/1/DOC200574.pdf

https://agropos.com.br/2020/01/o-que-e-fertilidade-do-solo/#:~:text=Macronutrientes%20prim%C3%A1rios%20%E2%80%93%20nitrog%C3%AAnio%20(N),)%20e%20cloro%20(Cl).

https://summitagro.estadao.com.br/noticias-do-campo/o-que-e-npk-e-como-o-adubo-deve-ser-utilizado/

https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/uva_para_processamento/arvore/CONT000gr678d9z02wx5ok0id7g9o66bhpf8.html

 

Leave a Reply