A fertilidade do solo é o termo que determina a capacidade que o solo tem de ceder nutrientes às plantas e proporcionar um bom desenvolvimento a elas. Solos férteis são aqueles com a capacidade de ceder nutrientes para as plantas, dentre os quais ressaltam-se os micronutrientes, que são absorvidos em pequena quantidade, porém muito importantes para a fertilidade do solo e desenvolvimento de plantas.

Os micronutrientes são: zinco (Zn), cobre (Cu), ferro (Fe), manganês (Mn), molibdênio (Mo), boro (B), cloro (Cl), sódio (Na), cobalto (Co), silício (Si), e níquel (Ni), possui uma função no metabolismo das plantas, sendo:

Zinco (Zn)

É fundamental para diversas atividades metabólicas, além de atuar diretamente no hormônio de crescimento e no desenvolvimento das partes florais das plantas;

Cobre (Cu)

é importante para a fotossíntese, para a respiração e a fixação de nitrogênio no interior dos nódulos nas raízes de plantas;

Ferro (Fe)

desempenha papel imprescindível na fotossíntese, é essencial no metabolismo energético e na respiração celular;

Manganês (Mn):

Suas principais funções é atuar na síntese de clorofila, no metabolismo energético e é um ativador de enzimas de crescimento das plantas;

Matéria Orgânica (Mo)

É um nutriente requerido em menores quantidades pelas plantas, a sua principal função é na fixação de nitrogênio, pois atua diretamente no metabolismo desse nutriente, facilitando que a sua utilização mais eficiente;

Boro (B)

Contribui com a formação da parede celular, no movimento da seiva, entre outras atividades no metabolismo da planta;

Cloro (Cl)

É um micronutriente que possui grande solubilidade na planta, portanto, ele atua na regulação do movimento de nutrientes com cargas positivas (cátions) dentro e fora das células presentes na planta;

Com base nas funções de cada micronutriente, é de extrema importância o acompanhamento da fertilidade do solo, esse método pode ser realizado por meio de  análises químicas de solo detalhadas, a fim de identificar a presença de cada micronutriente na área. 

A análise de solos é o método que permite, antes do plantio, conhecer a capacidade de um determinado solo, com o intuito suprir os nutrientes para as plantas. É a forma mais simples, econômica e eficiente de diagnóstico de fertilidade das terras e constitui como base importante para a recomendação de quantidades adequadas de corretivos e fertilizantes, visando aumentar a produtividade das culturas e, como consequência, a produção e a lucratividade das lavouras.

Para informações mais detalhadas sobre a presença desses elementos nas plantas, uma alternativa de diagnóstico é a realização criteriosa de uma análise foliar. A análise foliar é a determinação das concentrações de nutrientes em tecido de amostras de folhas coletadas em determinada fase do crescimento da cultura, como é nas folhas que ocorrem as principais reações metabólicas e as alterações fisiológicas que podem manifestar problemas nutricionais das plantas. Com a análise foliar é possível identificar e interpretar diversos fatores que impedem a produtividade, sendo eles: deficiências, toxidez ou desequilíbrio de nutrientes.

Tendo em vista essas necessidade de compreender a presença dos elementos nutricionais, é importante que essas análises sejam feitas em laboratórios com certificações necessárias, à Solum oferece serviços como a análise de solo e a análise foliar de maneira confiável e segura, além de possuir todas as certificações necessárias para a realização desses métodos. 

 

 

Fonte

https://agropos.com.br/2020/01/o-que-e-fertilidade-do-solo/#:~:text=Macronutrientes%20prim%C3%A1rios%20%E2%80%93%20nitrog%C3%AAnio%20(N),)%20e%20cloro%20(Cl).https://blog.superbac.com.br/agro/entenda-a-importancia-dos-macronutrientes-e-micronutrientes-para-as-plantas/

Leave a Reply