Análises AgronômicasNutrientes

Deficiência de Fósforo no Milho e Resultado na Lavoura

By 6 de março de 2023 No Comments

Foi feito um teste em uma área de milho, com diferentes doses de fósforo, plantadas no mesmo dia. Verifique a diferença das duas plantas. Estão mais ou menos em V6. Uma teve um menor suprimento de fósforo, com sintomas clássicos, diminuição de estatura, encurtamento de internódio. Outras plantas apresentaram folhas arroxeadas mais velhas, que são os sintomas característicos da falta de fósforo, pois o mesmo é um elemento que dentro do metabolismo vegetal se torna fundamental para uma série de processos, ligados à parte energética da planta como na formação do ATP, que é fundamental para a fotossíntese. Então, se falta fósforo, diminui a formação de ATP, tem acúmulo de matéria seca e no final diminuição da sua produtividade total.

O essencial é que sempre se tenha resultados das análises de solo de cada um dos talhões da propriedade, para saber qual é a dose ideal de cada elemento. Se tiver fósforo a dois PPM, é diferente de uma área que tenha fósforo a 80 ou 90 PPM. No Brasil, existem essas diferentes realidades de solo. Se o fósforo estiver a 2, 3 ou 4 PPM, terá que ser suprido mais com esse elemento pensando em uma correção. Porém, se estiver em torno de 80 PPM, até 150 (existem casos de níveis altíssimos de fósforo), você terá uma economia, pois se for colocado mais fósforo não será representado como um incremento de produtividade.

Se você está precisando fazer análise de solo, que é a ferramenta mais barata para se tomar a decisão da quantidade de nutrientes e fertilizantes que seu solo precisará, procure o SOLUM LAB. Clique no link abaixo e saiba mais.

https://solumlab.com.br/links

Leave a Reply