Análises AgronômicasSolos

Correção de Acidez para Milho

By 16 de março de 2023 No Comments

Estamos diante de uma situação em que é necessário realizar a calagem do solo. Utilizando o método de saturação por bases, observa-se que a saturação atual do solo é de 61%, enquanto o ideal para a cultura seria de 70%. Além disso, a capacidade de troca catiônica (CTC) do solo com pH7,0 é de 4,58 e o PRNT do calcário a ser utilizado é de 80%. Realizando os cálculos necessários, conclui-se que a dose recomendada para corrigir o solo é de meia tonelada por hectare.

No entanto, a questão é se vale a pena investir em uma correção tão pequena. A resposta é negativa. Aplicar meia tonelada por hectare de calcário não traria benefícios significativos em termos de aumento da produtividade ou da fertilidade do solo. Seria necessário aplicar uma quantidade maior, como 500, 600 ou 700 quilos por hectare, o que exigiria uma operação muito grande e dispendiosa.

A melhor opção para o produtor rural é manter o monitoramento regular da fertilidade do solo em sua propriedade. Se houver um talhão com baixa produtividade ou com indicadores específicos de problemas, como alta concentração de alumínio ou baixa saturação de cálcio e magnésio, é necessário realizar uma análise específica para avaliar se é necessário realizar a calagem ou outro tipo de correção.

A análise de solo é uma ferramenta importante para tomar decisões técnicas e científicas na gestão da fertilidade do solo. Com essa informação, o produtor pode obter uma boa fertilidade para sua lavoura, independentemente do tipo de cultura cultivada, seja milho, feijão, trigo ou outras.

Se você precisa de análise de solo, pode entrar em contato com a SolumLab, que oferece serviços de pH, saturação, macro e micronutrientes e muito mais. Dessa forma, você pode obter uma boa recomendação de adubação. Clique no link abaixo para saber mais.

https://solumlab.com.br/links

Leave a Reply