A análise de solo é uma técnica importante para o produtor, porque é com base nos seus resultados que é possível diagnosticar as características físicas químicas do solo de uma determinada área, além de determinar os teores nutricionais, nível de acidez e como está a estrutura daquele solo, então é possível determinar de maneira mais eficaz a quantidade e qualidade do calcário e dos nutrientes que precisam ser aplicados. Com ela é possível recomendar de maneira mais assertiva, o que possibilita diminuir os custos e aumentar os lucros.

Os principais objetivos da análise do solo são:

  • Identificar fatores limitantes de rendimento daquela propriedade;
  • Indicar a disponibilidade de nutrientes do solo;
  • Identificar e entender as características físico-químicas daquela área;
  • Monitorar a fertilidade do solo e planejar um manejo eficaz.

Tipos de análises:

Análise química básica, com ela é possível identificar como estão as características do solo de acordo com o manejo utilizado.

Análise química completa, essa é a principal análise para verificar como está a fertilidade do solo, pois avalia a quantidade dos macronutrientes e micronutrientes.

Análise granulométrica, ela dimensiona a proporção dos principais constituintes do solo, sendo eles areia, silte e argila, que são importantes fatores avaliados para determinar o manejo correto, pois indica o risco ou não de erosão, a disponibilidade de água para a cultura e a mecanização recomendada.

Diferença da análise química para a análise física

A análise química tem como principal objetivo avaliar a fertilidade do solo com base em critérios como, à acidez, teor de matéria orgânica e a disponibilidade de nutrientes. Essa forma de análise tem grande relevância para ter informações detalhadas sobre as características de fertilidade de determinada área.

Com a análise física é possível identificar a textura do solo, que está diretamente ligada com a estrutura do solo, então é possível conhecer os teores de argila, silte e areia. Entendo melhor as diferenças de uma determinada área é possível aplicar o melhor manejo para cada talhão, além de saber o potencial produtivo e potencializá-lo.

Principais vantagens de realizar uma análise de solo

  • Aumento da produtividade por meio da identificação de nutrientes ou fatores químicos do solo que estão limitando o desenvolvimento das plantas;
  • Eficiência na recomendação de adubos e fertilizantes;
  • Bom custo beneficio com resultados rápidos;
  • Possibilita uma compra de insumos mais assertiva, evitando gastos desnecessários;
  • Possibilita tomadas de decisões mais coerentes, porque tem como base os dados obtidos com as análises.

Então com a análise de solo possibilita adubações nutricionais e correções de acidez, além de manutenção da fertilidade do solo de maneira correta, pois o fornecimento de nutrientes e a correção de pH é feita com base nos seus resultados.

Fonte: Agropos 

Leave a Reply